Redes Sociais

Varandas gourmets

Cada vez mais bonitas e equipadas, elas são o lugar perfeito para receber os amigos, relaxar e preparar refeições.

Muito além de churrasqueiras, agora elas têm coifas e cooktops, móveis caprichados e decoração fantástica. Veja 5 projetos que causam dão um banho em qualquer cozinha

 

Descolado e com varanda (foto Edu Castello)

Esse espaço gourmet cai como uma luva para um jovem casal. O espaço é perfeito para receber amigos e familiares, ocasião em que costumam acionar a churrasqueira. Envidraçadas por causa do vento, a varanda e a cozinha externa, com jeito de casa, são alegres e despojadas – como todo o resto da decoração. Peças de design, como as cadeiras Tom Vac, de Ron Arad , e a mesinha vermelha Ukiyo, de Tomita Kazuhiko, compõem o espaço.

 

Jeito de jardim (foto Pedro Abude)


 

Este projeto foi em um apartamento térreo esbanja um quintal de 120 m² e que se encaixa perfeitamente em uma casa também. Desse total, 45 m² correspondem à área gourmet, com direito a geladeira e despensa, escondidas no discreto anexo. “A ideia é ter um espaço independente para cozinhar sem abrir mão do verde”. Para garantir sombra e um clima agradável, o pergolado de cumaru maciço recebeu ripas mais próximas entre si na área do cooktop e da churrasqueira, os ladrilhos hidráulicos hexagonais têm a função de integrar visualmente varanda e jardim. Todo o trabalho em madeira – pérgola, armários e mesa com centro giratório. Projeto: Arquiteta Flávia Gerab

Da porta para fora (foto Pedro Abude)

Dos 65 m² desta varanda, 27 m² foram reservados à área gourmet. Ao desenhar o projeto, a designer de interiores não se preocupou em integrá-la à sala. Pelo contrário: a ideia foi justamente deixar o espaço com cara de área externa, daí a escolha de materiais rústicos como o cimento queimado e a madeira. “O clima é de jardim de inverno, com piso frio e plantas em volta”, diz a profissional. Pintados de vermelho, os armários guardam utensílios para churrasco e ferramentas. Em nome da descontração, o lado direito da mesa recebeu o banco em vez das cadeiras. Presa ao painel de madeira de demolição, a TV fica sintonizada no futebol nos dias de churrasco – como o local está fechado com vidro, o aparelho se mantém protegido no dia a dia. Projeto: Marina Linhares (designer de interiores).

 

Envolvida pelo verde (foto Edu Castello)

Acostumada a viver em uma casa na sua cidade natal, Santos, no litoral paulista, a moradora deste apartamento em São Paulo não abria mão de ter plantas na varanda, de 41 m². Mas o espaço teria de acomodar também alguns móveis de sua antiga morada e outros herdados da família dela e de seu marido, como a mesa de centro, o aparador e a cadeira de balanço. A solução encontrada pela arquiteta foi aproveitar o pé-direito duplo de uma parte da varanda para criar na parede um jardim vertical, composto por diversas espécies: begônias-cruz-de-ferro, chifres-de-veado, samambaias, rendas-francesas, ripsális, orquídeas, peperômias e punhais-malaios. “As plantas estão dispostas em pequenos vasos, enganchados em uma tela com estrutura metálica fixada na alvenaria. Além de ajudar na oxigenação, elas dão exuberância ao espaço”. Selma. Para facilitar a manutenção, a parede verde conta com um sistema de irrigação automática. Calhas instaladas nas bordas da estrutura captam pingos e eventuais vazamentos. Dessa maneira, toda a área do piso ficou livre para receber os móveis de madeira e a coleção de objetos azuis da moradora. “Ela gosta muito dessa cor, por isso resolvemos usá-la nas almofadas, no estofado das cadeiras e no desenho do ladrilho hidráulico que reveste o piso”, diz a arquiteta. Para não atrapalhar a passagem no espaço da churrasqueira, a mesa de refeições fica encostada no aparador embutido no painel de madeira. Os móveis são protegidos da insolação por persianas motorizadas. Projeto: Selma de Sá Moreira ( arquiteta )

Varandas em “L” (foto Marcelo Magnani e Maíra Acayaba)


Com 34 m², que representam metade da área social no apartamento de 174 m², a varanda em “L” é presente em muitas plantas de apartamentos ou em até mesmo casas residenciais, nesse caso o desafio foi dar a sensação para os moradores que estivessem em um quintal de uma casa. Em frente à churrasqueira e à pia, ela criou a bancada de drywall, que revestiu com azulejos antigos. No tampo de granito preto, instalou o cooktop elétrico de duas bocas. Além de churrasco, podem ser preparados aqui massas para acompanhar o vinho nos encontros com os amigos. Os armários e a mesa de madeira de demolição foram feitos pela Casa Cenário. No meio da varanda, há um pé de romã e flores em vasos na estante de ferro e de madeira de demolição. O piso tem deque de cumaru.

Eliane Marques

Arquiteto Flávio de Mello

Comentários (0)

*limite de 550 caracteres.